Coccidínia

A coccidínia é uma dor que acomete a região inferior da coluna, chamada de cóccix.

Essa dor é causada por traumas repetitivos que podem ser devido à atividades esportivas, quedas, ou tempo prolongado na posição sentada. De qualquer maneira, existem situações em que a causa da coccidínia não é muito clara.

As dores podem ocorrer em diversas situações, como:

  • Posição sentada prolongada.
  • Levantar de uma posição sentada.
  • Atividades esportivas, como corridas ou ciclismo.
  • Longos períodos no carro, ou moto.

 

A coccidínia normalmente melhora em algumas semanas , ou meses, mas em alguns casos pode ficar com característica crônica e com difícil tratamento, já que a origem da dor nem sempre é clara.

Outras causas de dor no cóccix como cisto pilonidal, tumores, endometriose e espasmos musculares devem ser descartados antes de confirmar o diagnóstico.

O cóccix é um osso que se localiza na parte final da coluna. Apesar do pequeno tamanho, o cóccix têm várias funções como:

  • Inserção de músculos,tendões e ligamentos.
  • Suporte para o corpo na posição sentada (em conjunto com os dois ossos do ísquio, formando um tripé).

PerguntasFrequentes

Quais são os fatores de risco da coccidínia?

Existem algumas situações e condições que aumentam o risco de desenvolver coccidínia:

  • Pacientes do sexo feminino (5 vezes mais comum).
  • Obesidade.
  • Adolescentes e adultos jovens.
  • Trauma local (agudo ou repetitivo).
  • Fatores psicológicos.

Quais são os sinais e sintomas da Coccidínia?

A apresentação clássica da coccidínia é a dor localizada sobre o cóccix.

Ela pode ter relação com evento traumático ou iniciar de forma lenta e insidiosa.

A dor pode piorar com:

  • Posição sentada
  • Levantar da posição sentada.
  • Tempo prolongado na posição de pé.
  • Dor para evacuar.
  • Dor para atividade sexual.

Como é feito o diagnóstico da Coccidínia?

O diagnóstico de coccidínia nem sempre é fácil.

Ele é feito pela história clínica e  exame físico. Os exames de imagem de radiografia e ressonância magnética podem mostrar alterações na região do cóccix e descartar outras patologias.

Como é feito o tratamento da Coccidínia?

O tratamento conservador (não- cirúrgico) da coccidínia tem sucesso em mais de 90% dos casos. O tratamento conservador inclui algumas medidas como:

  • Uso de almofadas acolchoadas para sentar.
  • Orientação postural.
  • Compressas de gelo e calor (o que tiver melhor resultado).
  • Uso de medicamentos analgésicos e anti- inflamatórios.
  • Manipulações locais.

 

Quando estas medidas não forem suficientes para a resolução da coccidínia, tratamentos mais invasivos devem ser realizados.

 

Infiltrações

As infiltrações são injeções de substâncias anestésicas  e anti- inflamatórias ao redor do cóccix que auxiliam tanto na confirmação do diagnóstico como no tratamento. Essas infiltrações podem ser feitas também na frente do cóccix, numa região nervosa chamada de gânglio ímpar.

Este procedimento deve ser feito no centro cirúrgico guiado por imagem  e com anestesia para que seja feito com maior precisão e conforto possível.

 

Ablação com radiofrequência

Este também é um procedimento minimamente invasivo, no qual é introduzida uma agulha na região do gânglio ímpar. Esta agulha de radiofrequência é capaz de queimar (ablar) esta estrutura neurológica  e impedir o estímulo doloroso.

Este procedimento também deve ser feito no centro cirúrgico guiado por imagem e com anestesia  para que seja feito com maior precisão e conforto possível.

 

Cirurgia

A cirurgia para o tratamento de coccidínia pode ser indicada quando todas as outras opções de tratamento foram esgotadas. Ela consiste na retirada do cóccix e pode aliviar os sintomas em uma parcela considerável dos casos. A indicação da cirurgia deve ser bastante criteriosa já que nem todos os casos melhoram plenamente os sintomas, e existe o risco de complicações.

Dr. Daniel Rebolledo

  • Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT)
  • Membro da Sociedade Internacional de Salvamento de Membro (ISOLS)
  • Médico Assistente do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP)
  • Médico Consultor do Grupo de Oncologia Ortopédica do Hospital Mário Covas da Faculdade de Medicina do ABC
  • Membro da Associação Brasileira de Oncologia Ortopédica (ABOO)
SAIBA MAIS
Dr. Daniel

Agende Sua Consulta

Para agendar sua consulta clique no link e siga as instruções. Ou, se preferir, Entre em contato por telefone em uma das unidades mais próximas a você em São Paulo ou Santo André.

São Paulo:

DWO Médicos Associados | Rua Haddock Lobo, 131, cj 1509 Cerqueira César, São Paulo / SP | (11) 4750-2209

 Whatsapp: (11) 93387.0542

Santo André:

Instituto Prata de Ortopedia | Rua das Paineiras, 161 Bairro Jardim – Santo André / SP | (11) 2677-5711 | (11) 97433.8167

últimas do blog

Copyright © Todos os direitos Reservados. | Dr. Daniel Rebolledo - Médico CRM-SP 12 3456

Criação de sites: Agência 3xceler - Criação de sites
LIGAR

Olá!

Gostaria de receber uma ligação?

NÓS TE LIGAMOS
Informe seu telefone que entraremos em contato o mais rápido possível.
Gostaria de agendar e receber uma chamada em outro horário?
Deixe sua mensagem! Entraremos em contato o mais rápido possível.
Ícone do Whatsapp branco em fundo verde