Reabilitação após cirurgia de artroplastia / prótese de quadril

A artroplastia total de quadril é uma cirurgia em que a articulação natural do quadril é substituída ou restaurada por implante chamado de prótese de quadril. Esta cirurgia é realizada com o objetivo de minimizar a dor e permitir ao paciente o retorno de suas atividades do cotidiano, por meio da recuperação da mobilidade e funcionalidade do quadril. Entretanto, o sucesso do procedimento depende não apenas do ato cirúrgico, mas também dos cuidados corretos antes e  após a cirurgia para total recuperação do paciente.

PerguntasFrequentes

Como é o preparo antes da cirurgia?

Após a cirurgia há três complicações mais comuns que podem acontecer  e, portanto, deve-se dar grande atenção à sua prevenção. Elas são a trombose venosa profunda, a infecção da ferida operatória e a luxação ou deslocamento da prótese.  Elas ocorrem entre 1 e 3% das cirurgias.

Prevenção de Trombose Venosa Profunda

Para a prevenção de trombose venosa profunda é indicada a mobilização precoce, realizando movimentos com ambas as pernas (dando ênfase à perna operada quando o procedimento não envolver as duas) logo no primeiro momento pós-cirúrgico. A deambulação precoce  (voltar a caminhar) também é muito importante para a recuperação do paciente, iniciando-se com o apoio de andador e evoluindo posteriormente para o uso de muletas. Atualmente também é muito comum a utilização de meias elásticas e compressor pneumático intermitente para membros inferiores, o qual pela compressão das panturrilhas estimula o retorno venoso, impedindo o empastamento das mesmas. Além disso, a equipe médica irá prescrever anticoagulantes que irão auxiliar na prevenção da trombose.

Prevenção de Infecção

Os cuidados com a ferida operatória são essenciais para prevenir possíveis infecções no local.  Deve-se realizar sua higienização apenas com soro fisiológico ou água corrente e sabão neutro e troca de curativo de forma estéril  ao menos uma vez por dia, segundo as instruções dadas pela equipe hospitalar. Normalmente, este curativo é realizado por 3 semanas, até retirada dos pontos. Caso seja percebido próximo à ferida a presença de calor, vermelhidão, aumento ou mudança de cor da secreção, inchaço excessivo dos pontos ou até mesmo sua ruptura deve-se comunicar ao médico imediatamente. É esperado, devido à operação, a presença de hematomas e edema que, em média, desaparecem após poucas semanas, sendo a fisioterapia muito importante para auxiliar esse processo e diminuir esses desconfortos. A equipe médica também irá prescrever antibióticos por 24 a 48 horas após o procedimento cirúrgico. Eles devem ser suspensos após este período para evitar a criação de resistência aos antibióticos pelas bactérias.

Prevenção de luxação da prótese

A prevenção de deslocamento da prótese se inicia desde o pós-operatório imediato e dependerá um pouco do acesso cirúrgico e técnica utilizada. Em geral, as pernas são mantidas levemente afastadas (utilizando muitas vezes como apoio entre as elas um travesseiro ou coxim de abdução). Há diversas recomendações a respeito da postura e movimentação do paciente após a operação, como: não levantar a perna operada acima de 90 graus, não cruzar as pernas, deitar de barriga para cima com os pés em linha reta, não sentar em lugares baixos, não agachar, não rodar as pernas e utilizar o auxílio dos braços para levantar-se quando sentado.

Como é o preparo da residência antes da cirurgia?

Também é recomendado realizar algumas mudanças e adaptações  na residência a fim de prepará-la melhor para o paciente e promover sua segurança e recuperação. É necessário garantir espaço suficiente para o livre acesso com o andador aos cômodos da casa, bem como realizar a manutenção do piso, deixando-o menos escorregadio possível, retirando tapetes ou outros obstáculos. No banheiro, a instalação de barras de apoio lateral no box e na frente do vaso sanitário é a principal adaptação, podendo ser utilizados também cadeiras de banho e adaptadores para elevação da tampa do vaso sanitário.

É importante também providenciar os auxílios para marcha , como andador, muletas e bengala, de acordo com a recomendação do cirurgião. Em alguns casos, é necessária uma almofada que fica de apoio entre os membros inferiores, chamada de triângulo de abdução. Este triângulo tem a função de evitar a luxação da prótese em alguns

Como é a fisioterapia?

A força muscular normal do quadril demora em média mais de seis meses para se recuperar totalmente. Frente a isso, a fisioterapia a longo prazo é fundamental para a  melhora do paciente e retomada de suas atividades. Os exercícios de reforço muscular devem incluir caminhadas, subir e descer escadas, sentar-se e levantar-se e também exercícios específicos para fortalecimento e recuperação dos movimentos do quadril, aumentando gradualmente sua intensidade. Também recomenda-se exercícios de alongamento para a musculatura. Progressivamente o paciente retoma seus hábitos cotidianos, como vestir-se, calçar sapatos ou pegar objetos no chão.

Como é a alimentação após a cirurgia?

A alimentação é também um componente importante após a cirurgia. Uma dieta equilibrada, seguindo as orientações da equipe médica e nutricionistas, auxiliará no metabolismo, promovendo uma cicatrização adequada e resposta imunológica eficiente, favorecendo uma recuperação rápida e sem transtornos.

O que mais o paciente deve saber antes da cirurgia?

A reabilitação do paciente é um passo super importante no resultado final da artroplastia de quadril.

É importante dizer que o preparo começa antes da cirurgia. O entendimento de tudo que envolve a cirurgia e a aceitação do paciente são fundamentais para  que a cirurgia tenha sucesso.

Devido à evolução da cirurgia, o processo de reabilitação tem sido cada vez mais rápido dentro e fora do hospital, permitindo que o paciente retorne à suas atividades diárias de forma mais rápida e segura.

Dr. Daniel Rebolledo

  • Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT)
  • Membro da Sociedade Internacional de Salvamento de Membro (ISOLS)
  • Médico Assistente do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP)
  • Médico Consultor do Grupo de Oncologia Ortopédica do Hospital Mário Covas da Faculdade de Medicina do ABC
  • Membro da Associação Brasileira de Oncologia Ortopédica (ABOO)
SAIBA MAIS
Dr. Daniel

Agende Sua Consulta

Para agendar sua consulta clique no link e siga as instruções. Ou, se preferir, Entre em contato por telefone em uma das unidades mais próximas a você em São Paulo ou Santo André.

São Paulo:

DWO Médicos Associados | Rua Haddock Lobo, 131, cj 1509 Cerqueira César, São Paulo / SP | (11) 4750-2209

 Whatsapp: (11) 93387.0542

Santo André:

Instituto Prata de Ortopedia | Rua das Paineiras, 161 Bairro Jardim – Santo André / SP | (11) 2677-5711 | (11) 97433.8167

últimas do blog

Copyright © Todos os direitos Reservados. | Dr. Daniel Rebolledo - Médico CRM-SP 12 3456

Criação de sites: Agência 3xceler - Criação de sites
LIGAR

Olá!

Gostaria de receber uma ligação?

NÓS TE LIGAMOS
Informe seu telefone que entraremos em contato o mais rápido possível.
Gostaria de agendar e receber uma chamada em outro horário?
Deixe sua mensagem! Entraremos em contato o mais rápido possível.
Ícone do Whatsapp branco em fundo verde