Artrose de Quadril (Osteoartrose)

A artrose ou osteoartrose é uma doença articular degenerativa que pode afetar qualquer articulação do corpo, mas está associada com articulações que suportam peso como o quadril. Com o passar do tempo, devido ao envelhecimento, trauma ou outros fatores, a cartilagem que reveste as articulações começa a se deteriorar. Sem cartilagem, as articulações perdem sua função e os ossos começam a se raspar diretamente à medida que a pessoa se movimenta.

Esse desgaste da articulação  provoca dor, rigidez e pode limitar a mobilidade. Uma pessoa com artrose do quadril começa a sentir dor para pequenas atividades cotidianas , como colocar um sapato, levantar de uma cadeira , ou andar pequenas distâncias.

A artrose sempre progride ao longo do tempo, por isso, é muito importante um diagnóstico e tratamento precoces para que este seja mais efetivo e para que o paciente tenha uma limitação menor no seu dia a dia.

Existem algumas opções de tratamento da artrose do quadril  que variam de acordo com o estilo de vida do paciente e estágio da doença. O tratamento  pode incluir desde mudanças de estilo de vida, exercícios simples, fisioterapia e uso de medicamentos,  até passar por infiltrações e viscossuplementação. O último estágio de tratamento é a cirurgia.

Tratamento clínico

  • Mudança de estilo de vida: correção de atividades que sobrecarreguem o quadril podem ser sugeridas, assim como a substituição de atividades físicas de impacto como corrida e futebol por natação e ciclismo, além de introdução de atividades como alongamentos e pilates.
  • Diminuição de peso: Pode ser uma medida benéfica para a articulação e para a saúde em geral.
  • Medicamentos condroprotetores: são medicamentos que possuem proteínas que participam da regeneração da articulação. Podem ser utilizados nos graus iniciais de artrose.
  • Medicamentos anti- inflamatórios e analgésicos: o tratamento da dor está entre os métodos de tratamento de primeira linha para artrose do quadril. Aos que possuem sintomas suaves, analgésico e anti- inflamatórios podem ser suficientes para controlar a dor.
  • Fisioterapia: através de terapias para controle de dor, alongamentos e fortalecimentos específicos , o paciente poderá ter sua dor controlada e se preparar melhor para uma futura cirurgia.
  • Infiltrações articulares e viscossuplementação:  são feitas com medicamentos injetados diretamente na articulação do quadril com objetivo de redução da da inflamação  e melhora da movimentação da articulação do quadril. Elas podem ser utilizadas em casos de artrose moderada que não melhoraram com tratamento conservador.

Tratamento cirúrgico

Nos casos em que o tratamento clínico não é mais suficiente para controlar a dor e manter a qualidade de vida em um nível aceitável, deve ser indicado o procedimento cirúrgico.

A cirurgia consiste na retirada da articulação do quadril doente  e na colocação de uma prótese de quadril artificial. A maioria das pessoas que se submetem à cirurgia de quadril, são aquelas  que possuem dor extrema mesmo em repouso, e apresentam muita dificuldade para locomoção e realização de atividades diárias. Para estas pessoas, uma cirurgia pode ajudar na recuperação da mobilidade articular e de uma vida sem dor.

PerguntasFrequentes

Como é a anatomia do quadril?

A articulação do quadril é do tipo “bola e soquete” , ou seja um cabeça femoral arredondada se encaixa na região da bacia que é chamada de acetábulo.

Tanto a cabeça do fêmur como o acetábulo são revestidos de cartilagem, que é um tecido com superfície super lisa e brilhante que permite um perfeito movimento durante vários anos de nossas vidas.

Toda articulação é revestida de uma bolsa chamada de sinóvia. Esta sinóvia produz um líquido sinovial que lubrifica a articulação e nutre as células da cartilagem.

A artrose, é justamente o desgaste da cartilagem que provoca contato de um osso com o outro. Isto provoca inflamação da articulação e da sinóvia,o que é chamada de sinovite.

Quais as causas da osteoartrose do quadril?

Não existe uma única causa de artrose. Existem vários fatores que podem contribuir para que uma articulação evolua com osteoartrose.

  • idade: quanto maior a idade, maior o tempo de desgaste, e maior a chance de erosão da cartilagem.
  • antecedente familiar: existe uma predisposição genética para artrose.
  • obesidade: quanto maior o peso que uma articulação de carga suporta, maior a chance dela se desgastar.
  • doença prévia: fraturas na articulação do quadril, infecções prévias e tumores na articulação do quadril, podem levar à artrose precoce.
  • má- formação do quadril: doenças que levem à uma má- formação da articulação como displasia congênita do quadril, doença de Perthes e epifisiolistese podem levar à um desgaste precoce da articulação.

Quais os sintomas da artrose de quadril?

O sintoma mais precoce da osteoartrose de quadril é a dor ao redor desta articulação. Normalmente esta dor fica na região anterior, que é região da frente da  articulação. A dor inicialmente é insidiosa e intermitente, mas vai ficando cada vez mais intensa e frequente. No início do quadro, a dor piora apenas com determinados movimentos e melhora com o repouso. A dor e rigidez costumam ser piores de manhã, ou ao se levantar após sentar por longos períodos. Nos casos mais avançados , a dor fica constante e não melhora com medicamentos. Outros sintomas da osteoartrose incluem:

  • dor irradiada para coxas e nádegas.
  • rigidez da articulação.
  • incapacidade para pequenas atividades como colocar calçado, levantar de cadeiras, subir escadas.
  • sensação de atrito ou estralidos ao mover a articulação.
  • sensação de “travamento” da articulação.
  • fragilidade ao redor da articulação e inchaço local.
  • dificuldade de caminhar, com marcha “manca” e necessidade de apoios como bengala.
  • piora da dor com tempo frio ou no período de chuvas.

Como é feito o diagnóstico da artrose do quadril?

A artrose de quadril é diagnosticada através de uma combinação de um  histórico médico, exame físico e exames de imagem. Uma história médica representa uma sessão de perguntas e respostas entre o médico e o paciente, onde este descreve como se sente e quais são os principais sintomas.

No exame físico alguns testes específicos da articulação do quadril e de outras regiões como coluna  e membros inferiores são realizados para confirmar o diagnóstico inicial.

Exames: Normalmente as radiografias simples  são solicitadas e são suficientes para confirmarem o diagnóstico de osteoartrose.Na radiografia podem ser observadas a diminuição da interlinha articular, osteófitos, esclerose do osso subcondral e cistos periarticulares. Em casos específicos, podem ser solicitados outros exames como Tomografia Computadorizada e Ressonância Magnética

Quais os riscos da cirurgia de artroplastia do quadril?

A cirurgia para colocação de prótese de quadril é considerada segura. Os riscos são pequenos e podem ser prevenidos na maioria dos casos. Quando o paciente apresenta graves problemas de saúde, deve-se medir bem o risco e o benefício da cirurgia. Nestes casos, o preparo  e acompanhamento com médico clínico no período pré e pós- operatório é fundamental.

Os principais riscos da cirurgia são:

  • infeção
  • trombose venosa profunda
  • deslocamento (luxação) da prótese
  • perda sanguínea, anemia
  • diferença no comprimento dos membros
  • lesões neurológicas ou vasculares

Como é a reabilitação da cirurgia de prótese de quadril?

A reabilitação da cirurgia começa no dia seguinte à cirurgia ou até mesmo no mesmo dia. A fisioterapia tem início imediato. No começo são realizados exercícios para contração da musculatura da coxa e membros inferiores. Logo após, são feitas manobras para que o paciente saia do leito, use cadeira e fique de pé. No segundo dia após a cirurgia, normalmente o paciente já dá os primeiros passos com andador  e progride em distância durante a internação.

Em geral , o paciente anda 3 semanas com auxílio de andador e mais 3 semanas com auxílio de 1 muleta. Com 6 semanas de pós- operatório, o paciente retira o uso da muleta e consegue andar sem apoio.

A fisioterapia dura cerca de 3 meses  para recuperação completa da musculatura, equilíbrio e confiança do paciente. Depois disso, ele poderá manter o condicionamento com atividades de musculação, funcional ou pilates.

A artrose do quadril tem cura?

A artrose quadril pode ser fonte de muita dor e limitação de atividades diárias tornando o paciente uma pessoa extremamente infeliz. O ideal é que o paciente que tenha dor no quadril fale logo com o seu médico para que possa colocar um plano de tratamento em ação. A osteoartrose de quadril não tem cura, mas há uma abundância de tratamentos eficazes para ajudar o paciente a lidar com sua condição crônica e ter uma vida saudável.

Dr. Daniel Rebolledo

  • Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT)
  • Membro da Sociedade Internacional de Salvamento de Membro (ISOLS)
  • Médico Assistente do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP)
  • Médico Consultor do Grupo de Oncologia Ortopédica do Hospital Mário Covas da Faculdade de Medicina do ABC
  • Membro da Associação Brasileira de Oncologia Ortopédica (ABOO)
SAIBA MAIS
Dr. Daniel

Agende Sua Consulta

Para agendar sua consulta clique no link e siga as instruções. Ou, se preferir, Entre em contato por telefone em uma das unidades mais próximas a você em São Paulo ou Santo André.

São Paulo:

DWO Médicos Associados | Rua Haddock Lobo, 131, cj 1509 Cerqueira César, São Paulo / SP | (11) 4750-2209

 Whatsapp: (11) 93387.0542

Santo André:

Instituto Prata de Ortopedia | Rua das Paineiras, 161 Bairro Jardim – Santo André / SP | (11) 2677-5711 | (11) 97433.8167

últimas do blog

Copyright © Todos os direitos Reservados. | Dr. Daniel Rebolledo - Médico CRM-SP 12 3456

Criação de sites: Agência 3xceler - Criação de sites
LIGAR

Olá!

Gostaria de receber uma ligação?

NÓS TE LIGAMOS
Informe seu telefone que entraremos em contato o mais rápido possível.
Gostaria de agendar e receber uma chamada em outro horário?
Deixe sua mensagem! Entraremos em contato o mais rápido possível.
Ícone do Whatsapp branco em fundo verde